Home / CÃES E GATOS / Vacinas Para Cachorro E Gato: Tudo O Que Você Precisa Saber

As vacinas para cachorro e gato são muito importantes para prevenir uma série de doenças, muitas delas fatais. A pandemia deixou isso muito claro, não é? Então, vamos entender quais vacinas são obrigatórias e desejáveis para nossos cães e gatos? 

Antirrábica: vacinas para gatos e cachorros

A antirrábica é a vacina contra a raiva, que é uma doença causada por um vírus, que se espalha rapidamente pelo corpo até atacar o sistema nervoso. Ela não tem cura e é fatal em quase 100% dos casos. 

Não existe nenhum tipo de tratamento para um cão ou gato com raiva mas, por sorte, existe a prevenção. Por ser uma zoonose, ou seja, uma doença transmissível aos humanos, ela é a única vacina obrigatória por lei. 

Todos os pets devem ser vacinados anualmente contra a raiva. Em alguns países, como Japão e Reino Unido, a raiva está erradicada. Infelizmente não é o caso do Brasil, onde a doença está apenas controlada. 

Quais vacinas o cachorro deve tomar? 

Além da antirrábica, os cães devem tomar a V8 ou V10, também conhecidas como vacinas polivalentes. Elas protegem contra as principais doenças que acometem os cães: 

  • cinomose;
  • parvovirose;
  • coronavirose;
  • hepatite infecciosa canina;
  • adenovírus tipo 2;
  • parainfluenza;
  • leptospirose. 

A diferença entre a V8 e a V10 é que a V8 protege os cães contra dois tipos de leptospirose e a V10 contra quatro tipos da doença. 

Segundo o médico-veterinário Dr. Marcelo Quinzani, os filhotes devem receber três doses da vacina polivalente e o reforço anual. 

Outras vacinas para cachorro são opcionais, recomendadas aqueles que possam se expor a algumas doenças específicas, como a vacina contra gripe canina, que é indicada para pets que passeiam em praças ou frequentam banho e tosa, creches e hotéis.

Converse com o veterinário para que ele te diga quais vacinas seu cão deve tomar e com que frequência. 

Quais vacinas o gato deve tomar?

No caso das vacinas para gatos, além da antirrábica, eles devem tomar a tríplice, quádrupla ou quíntupla felina. 

A tríplice protege contra rinotraqueíte, calicivirose e panleucopenia, todas doenças causadas por vírus. Com a quádrupla, os gatinhos também se imunizam contra a clamídia. E, se optar pela quíntupla, é feita a prevenção da FeLV (vírus da leucemia felina). 

A quíntupla felina costuma ser indicada para os gatos que têm acesso a rua ou contato com animais que não sejam testados. 

Assim como no caso dos cães, os filhotes devem receber 3 doses da tríplice, quádrupla ou quíntupla felina, e o reforço anual. 

Meu pet não sai à rua, ele precisa ser vacinado? 

É o médico-veterinário quem vai determinar quais vacinas seu pet precisa tomar, mas a vacina antirrábica, como falamos, é obrigatória. São comuns os casos de morcegos que entram em apartamentos, mesmo pelo buraco da rede de proteção. Instintivamente, nossos filhos de quatro patas podem caçá-los. Se derem o azar de a presa estar contaminada, eles irão se infectar e ainda poderão transmitir a doença para a família. Então, todo cuidado é pouco! 

Vacinas para cachorro e gato: quando devo começar a vacinação? 

Quando nascem, os cães e gatos estão protegidos pelos anticorpos maternos. Isso, é claro, se a mamãe estiver vacinada. 

A vacinação dos cães filhotes deve ser iniciada a partir dos 45 dias de idade, utilizando a vacina V8 ou V10. Já para as vacinas dos gatos filhotes, a idade é a mesma, mas serão ministradas a vacina tríplice, quádrupla ou quíntupla. No entanto, os filhotes só desenvolverão seus próprios anticorpos após completarem todo o protocolo vacinal, o que ocorre aos 4 meses de idade, quando todas as doses de vacina tiverem sido administradas. 

Se você resgatou um gatinho ou cachorrinho da rua e ele tem mais de 4 meses, o veterinário vai primeiramente verificar se ele está em boas condições de saúde e determinará as vacinas necessárias, assim como a frequência e os reforços recomendados. 

E lembre-se: não passeie ou leve seu pet para tomar banho em pet shops até que ele esteja protegido. 

Vacinar é um ato de amor. Por isso, é importante ter todas as informações sobre as vacinas para cachorro e gato! E, é claro, manter o protocolo de vacinação sempre em dia.

Aproveite e agende um horário no Pet Care para uma avaliação de saúde completa e para receber orientações sobre as vacinas necessárias para o seu melhor amigo. 

Fonte: Dr. Marcelo Quinzani, médico-veterinário e gerente do atendimento ao cliente do Pet Care

Artigos Relacionados

Mais Categorias

Pin It on Pinterest

Posso ajudar?